Bahia acaba com o jejum e leva o título do Baianão depois de 11 anos

14/05/2012 20:38

Nesta tarde, em Pituaçu, a máxima é válida: o Bahia empatou por 3 a 3 com um aguerrido Vitória em um dos Ba-Vis mais emocionantes da história e chegou ao título baiano 2012

Mas quem ganhou mesmo foi o torcedor, que teve o privilégio de assistir a um jogaço de futebol. Para alcançar seu primeiro título em 11 anos, o Bahia virou o jogo ainda no primeiro tempo, e teve de buscar o empate depois do intervalo, quando viu o Leão virar o jogo.


Torcida tricolor lotou o estádio e saiu em festa com o título (Foto: Robson Mendes)



Os heróis que marcaram para o Tricolor foram Fahel, Gabriel e Diones - todos com alguma colaboração do goleiro Douglas. No Vitória, nem os dois gols de Neto Baiano e o outro tento, marcado por Dinei, foram suficientes. Afinal, se Douglas falhou de um lado, Marcelo Lomba foi praticamente impecável do outro.


Marcelo Lomba segurou bolas importantes e garantiu o empate (Foto: Robson Mendes)

Na campanha do título estadual, a equipe treinada por Falcão teve campanha exemplar: além de ter o melhor ataque do campeonato, com 67 gols marcados - o segundo melhor do Brasil, perdendo apenas para o Santos -, o Tricolor teve ótimo aproveitamento. Em 24 jogos, foram 15 vitórias, seis empates e três derrotas. Mas agora os números pouco importam. É hora de comemorar.


Fahel comemora o primeiro gol do Bahia ainda no primeiro tempo (Foto: Robson Mendes)

O jogo

O primeiro tempo do Ba-Vi começou de forma eletrizante. Precisando de apenas um gol para tirar a vantagem do empate do Bahia, o Vitória foi paa cima e conseguiu seu gol logo no primeiro ataque. Aos 4 minutos, Neto Baiano aproveitou cruzamento vindo da direita e subiu mais que Rafael Donato, abrindo o placar. Só que, logo aos 7 minutos, o Bahia empatou com jogada parecida: Gabriel mandou bola na área, e a bola sobrou para Fahel, desmarcado. O volante não chutou bem, mas contou com uma falha de Douglas para empatar o jogo.


Vitor Ramos comemora o gol de Neto Baiano, o primeiro da partida (Foto: Robson Mendes)

A partida continuou frenética. Aos 12 e aos 16, o Vitória teve duas grandes chances de fazer o segundo. Primeiro, em rebote do escanteio, Tartá soltou a bomba por cima do gol do Bahia, depois, em outro lance oriundo de escanteio, Neto Baiano mandou de direita e Titi desviou providencialmente - a bola ainda tocou na trave.

Após 10 minutos de ritmo mais baixo, o Bahia teve grande chance: Lulinha tentou de letra, mas a bola tocou na trave. Apenas três minutos depois, o mesmo Lulinha teve uma chance incrível: saiu sozinho na cara de Douglas, mas retardou o chute e não cortou o goleiro com qualidade. Sem ângulo, acabou batendo para fora e desperdiçando a melhor oportunidade do jogo.

Quando o jogo já se encaminhava para o intervalo, porém, o Tricolor virou em Pituaçu. Em cobrança de falta marota, Gabriel levantou para a área, mas Douglas saiu muito mal, esbarrou em companheiros e adversários, errando o soco na bola. Aí, apenas viu a pelota morrer devagarinho no fundo da rede. Os jogadores do Leão reclamaram muito de falta no lance, mas Wilson Luiz Seneme foi bem em não assinalar nada.

O segundo tempo começou tal qual o primeiro. Com menos de um minuto, Souza acertou uma bola na trave, após uma bela jogada de Madson. Após quase sofrer o terceiro, o Leão cresceu no jogo e, aos 7 minutos, conseguiu um pênalti, quando Seneme viu bem o puxão de Diones em Wellington Saci. Na cobrança, Neto Baiano foi frio e fez seu 27º gol no Baianão, igualando marca história de Cláudio Adão, que em 1986 fez o mesmo número de gols pelo Bahia.

Quando o relógio apontava 10 minutos do segundo tempo, a partida teve seu ápice de emoções. Primeiro, Douglas evitou o terceiro do Bahia com uma defesaça, pegando cabeçada de Rafael Donato muito angulada e direcionada para baixo. Na sequência, o Vitória puxou contra-ataque fulminante e marcou o terceiro, quando Pedro Ken segurou o lance e apenas ajeitou para a chegada de Dinei, substituto de Marquinhos para a segunda etapa.

Perdendo o jogo, o Bahia foi para cima, após a substituição de Fahel por Morais, aos 17 minutos. O Vitória, que já havia perdido Romário por lesão, na primeira etapa, acabou perdendo Neto Baiano aos 24 - Geovanni o substituiu. Sem referência de área para segurar a bola, o Leão perdeu jogo e viu o Bahia pressionar muito.

Aos 26, a pressão tricolor deu resultado: após cobrança de falta, Douglas não conseguiu segurar cabeçada de Titi e, no rebote, Diones colocou para as redes de qualquer jeito, coroando a ótima partida dos volantes do Bahia. Com a vantagem, o Bahia quase fez o quarto, mas Victor Ramos tirou o doce da boca de Souza.


Jogadores do Bahia comemoram o título com o troféu "Luís Miranda" (Foto: Arisson Marinho)


O Vitória tentou uma última pressão, mas Marcelo Lomba foi fenomenal. No espaço de apenas um minuto, o goleiro fez três defesas importantíssimas, negando gols a Pedro Ken (duas vezes) e Rodrigo Mancha. A partida, que já estava nervosa desde a expulsão de Falcão, aos 31 minutos, ainda ganhou mais confusões e cinco expulsos: dentro de campo, Uelliton e Vander se agrediram e acabaram levando o vermelho. Souza ainda agrediu Gabriel e provocou confusão no banco de reservas, onde Omar e Neto Baiano também levaram cartão. Tudo para dar ainda mais drama à conquista tricolor, encerrando 11 anos de jejum.

Bahia 3x3 Vitória - Final do Campeonato Baiano 2012
Data 13/05/2012 (domingo), às 16h
Local: estádio de Pituaçu, em Salvador
Arbitragem: Wilson Luiz Seneme (Fifa/MG), auxiliado por Márcio Eustáquio (Fifa/MG) e Rodrigo Pereira (Fifa/RJ)

Bahia: Marcelo Lomba; Madson, Titi, Rafael Donato e Gerley; Fahel (Morais), Diones, Hélder, Gabriel (Vander) e Lulinha; Souza. Técnico - Falcão.

Vitória: Douglas; Romário (Gabriel Paulista), Victor Ramos, Rodrigo e Wellington Saci; Uelliton, Rodrigo Mancha, Pedro Ken e Tartá; Marquinhos (Dinei) e Neto Baiano (Geovanni). Técnico - Ricardo Silva.


Fonte: Correio

Deixe seu comentário

Campeonato Baiano

Data: 15/05/2012 | De: Lourival Reis

O amigo Jean, passamos 11 anos , mais ganhamos em cima do Vitoria , houve uma grande carreata aqui em P.Afonso , comemoramos muito ,valeu dali Bahiaaaaaaa

Novo comentário