Bahia supera meta do Ideb para 2015 no ensino fundamental

15/08/2012 09:45

A Bahia superou a meta projetada pelo Ministério da Educação para o estado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) na primeira fase do ensino fundamental. Com a pontuação de 4,2, a Bahia ultrapassou a projeção estabelecida de 4,1 para 2015. Na segunda fase do ensino fundamental, a Bahia supera a meta estabelecida para 2011 (3.2) e alcança o índice de 3.3. No ensino médio, o estado se mantém na meta de 3.2.

De acordo com o secretário da Educação, Osvaldo Barreto, o resultado alcançado nas séries iniciais mostra que está ocorrendo uma melhoria significativa na qualidade da educação básica, destacando a parceria entre o estado e 329 prefeituras, por meio do Pacto com Municípios, para assegurar a alfabetização das crianças na idade certa, ou seja, até os oito anos de idade. Participam do pacto 11.770 escolas públicas, atendendo a mais de 280 mil estudantes, com a metodologia de Alfabetização com Letramento e Alfabetização Matemática.

Mesmo o estado mantendo a meta do Ideb na segunda fase do ensino fundamental e no ensino médio, o secretário afirma que ainda há muito o que avançar, citando o investimento da Secretaria da Educação em projetos como o Gestar em cada Escola (ensino fundamental) e Ensino Médio em Ação, com foco na melhoria da aprendizagem de Língua Portuguesa e Matemática, disciplinas consideradas essenciais para garantir o sucesso do estudante no seu percurso escolar.

Regime de colaboração

Com os investimentos e regime de colaboração entre governos federal, estadual e municípios, o secretário Osvaldo Barreto acredita que a Bahia tem condições de atingir as metas do Ideb para 2022. No total, mais de 1,3 milhão de estudantes estão matriculados na primeira fase (1ª a 4ª série) do ensino fundamental, sendo 90% das redes públicas (estadual e municipais) e 10% da rede privada. Na segunda fase do ensino fundamental (da 5ª a 8ª série), mais de um milhão de estudantes estão matriculados, sendo 92% nas redes públicas e 8% na privada. No ensino médio, são 598,5 mil estudantes, sendo 93% nas redes públicas e 7% na privada.

 

Fonte: Secom

Deixe seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário