Calcinha Preta ignora autoria de música e terá que pagar bolada a baiano

13/06/2012 17:33

 

O grupo Calcinha Preta foi obrigado a publicar em um jornal de grande circulação a verdadeira autoria da música “Volte Amor”. A canção, na verdade, é de Valdômio Lima, tecladista, sanfoneiro e compositor que mora em Feira de Santana.

“Compus em 2002, mas só registrei em  2004. Naquele ano, um amigo avisou que minha música estava no CD da banda Mulheres Perdidas, de Gilton Andrade, mesmo dono do Calcinha. Fui atrás do suposto autor, um tal de Antônio O Clone, e ele disse que o empresário pediu para ele assumir a autoria da música, já que o autor era desconhecido. Gravei a conversa e fui atrás dos meus direitos”, conta Valdômio.

Em sua defesa, a banda de forró alega ter sido enganada por Antônio. A Justiça definiu o pagamento de R$ 100 mil para o verdadeiro autor.

Mas Rodrigo Moraes, advogado de Valdômio Lima, quer mais. “Eles eram obrigados a interromper as vendas dos CDs e DVDs com a música enquanto rolasse o processo e isso não foi feito. Acho que R$ 300 mil é um valor justo”, calcula  Moraes.

 

Entenda o caso

Antônio O Clone foi quem autorizou Gilton Andrade, empresário do Calcinha Preta, a pôr o seu nome como autor da música “Volte Amor”, que também foi gravada por Leonardo, Silvano Salles e outros artistas.

Deixe seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário