Cinco pessoas são mortas a tiros na Paraíba, entre as vítimas quatro mulheres

10/06/2012 11:18
 
As vítimas estavam num galpão abandonado onde funcionou repartição federal
Quatro mulheres e um homem foram executados na madrugada desta sexta-feira, 8, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. O que chamou a atenção da polícia foi que todas as mulheres estavam com pedras de crack e dinheiro nos seios, além disso uma delas estava com pedras na vagina.
A chacina aconteceu na rua Alfredo Ferreira da Rocha, por trás do Colégio Luiz Ramalho, num prédio onde funcionou a Sucam e que está abandonado sendo usado para o tráfico de droga.
Segundo consta de informações colhidas pela polícia, sete homens em duas motos e um automóvel chegaram no local e executaram as mulheres e o homem com vários tiros.
As vítimas foram identificadas como Maria de Jesus de Melo Machado, 20 anos; Maria Grangeiro da Silva, 27; Jacineide Ferreira da Silva, 32; Jaqueline Roerigues. de idade não revelada e um homem identificado apenas por “Lulinha”. Uma das mulheres estava no quarto mês de gravidez.
O delegado Marcos Paulo Castro esteve acompanhado do perito criminal Ademar Roberto..
A chacina acontece 48 horas após o assassinato e esquartejamento de duas mulheres na comunidade Jardim Guaiba, no bairro Funcionários I, também na Capital. Nesse caso a polícia já prendeu os acusados.
Mais Informaçoes:
O tenente coronel Lívio Sérgio Delgado informou que já tem nomes dos suspeitos de terem se envolvido na chacina que terminou com as mortes de cinco pessoas, sendo quatro mulheres e um homem.
O comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar, com sede no bairro do Valentina Figueiredo, disse que pelo menos cinco pessoas participaram da chacina que chegaram ao local em duas motos e um automóvel ainda não identificados.
As vítimas foram identificadas como Marilia Grangeiro da Silva, 27 anos; Maria de Jesus de Melo Machado, 20; Jacineide Ferreira da Silva, 32; Jackeline Rodrigues, de idade não revelada e um homem conhecido apenas “Lulinha”.
A polícia tomou conhecimento que todas as vítimas moravam no local da chacina, um galpão abandonado onde já funcionou uma repartição publica federal, na rua Alfredo Ferreira da Rocha, no bairro de Mangabeira, por trás do colégio Luiz Ramalho.
Ainda no local a polícia soube que as vítimas estavam em salas usadas como quartos quando por volta de 2h40 chegaram os criminosos que obrigaram as mulheres e o homem a se perfilarem num local do prédio onde aconteceu a execução. Uma das mulheres estava no quarto mês de gravidez.
O perito criminal Ademar Rodrigues constatou que Marília Grangeiro foi alvejada com três disparos, sendo um na axila direita, escapular direita e na perna direita; Maria de Jesus recebeu disparos no joelho, tórax, axila e braço, todos no lado direito; Jacineide foif atingida por quatro disparos, que atingiram a escapular direita, pariental esquerda, na região lombar e na coxa direita que atingiu a veia femoral; Jaqueline foi baleada com quatro tiros. O homem sofreu três disparos.
Com as mulheres foram encontradas várias pedras de crack que estavam guardados no sutiã e uma delas com a droga na vagina. Também foi encontrado dinheiro. Além da Polícia Civil o Serviço de Inteligência do Comando Geral da PM e do 5º Batalhão estão realizado diligências.
 
Fonte: Barra Fuxico

Deixe seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário