CORRENTE HUMANA CHAMA A ATENÇÃO PARA A PROTEÇÃO DA SERRA DA CANASTRA EM SANTA BRÍGIDA-BA

18/04/2017 22:40

Em Santa Brígida, BA, cerca de 100 pessoas se uniram a um grupo de jovens ambientalistas para formar a maior corrente humana em defesa da Serra da Canastra. Local ameaçado pelos graves impactos ambientais causados pelo homem.

O mirante da Serra da Canastra ganhou na manhã dessa quinta-feira, 13 de abril, novos adeptos a luta pela sua preservação. Cerca de 100 pessoas se uniram a ação articulada pelo GAASB, para formar a maior corrente humana já feita no local. E com esse recorde passar a mensagem de que já está mais que na hora de nos atentarmos para os sérios impactos ambientais que vem sendo causados no meio ambiente.

Essas pessoas entrelaçaram as mãos com outras, que juntas, lutam para que intervenções públicas sejam feitas nos patrimônios ambientais do município, para que possamos ter a certeza de que no futuro esses locais estejam preservados e garantidos por lei.

Muitas espécies de animais, árvores e plantas deixaram de existir na natureza dessa região nos últimos anos. E diante do presente, assistimos dia após dia, serras, nascentes, riachos e matas sendo devastados e nem um tipo de fiscalização sendo feita para impedir esses crimes.

Por esse motivo, o GAASB iniciou esse manifesto pacífico e criativo para dizer aqueles que ainda insistem em não colaborar com a natureza, de que não há alimentos sem mata preservada, muito menos chuvas e clima ameno. E para dar mais visibilidade ao movimento contamos com o apoio de diversas pessoas de diferentes seguimentos.

“Escolhemos fazer uma corrente humana, pois é um ato simbólico, uma maneira de demonstrar união e expressar um sentimento comum. Tenho a convicção de que as pessoas quando se unem por um objetivo podem fazer um trabalho de grande impacto na sociedade. E aprimorar suas consciências com relação as atitudes com o meio ambiente é uma das maneiras pelas quais acredito que em um futuro próximo possa fazer uma grande diferença”, – disse, Rafael Deveza, representante do GAASB.

 

Este laço humano foi apenas uma das etapas de outras ações que a organização tem planejado. Muito ainda precisa ser feito para que se possa ter resultados satisfatório. Várias pessoas ainda precisam entender que seus impactos negativos no meio ambiente resultam diretamente na qualidade de vida da comunidade. E quando se trata de atrativos de turismo ecológico, preservar e inovar são ótimas soluções para geração de renda no caminho de uma cidade mais verde e sustentável.

Portal Formosa, seu portal de notícias - Fonte: Ozildo Alves