Exposição de Xilogravuras chegará dia 30 em Canudos (BA)

26/08/2012 11:30

 

Exposição de Xilogravuras chegará dia 30 em CanudosContemplado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia(Secult/BA), através do Fundo de Cultura da Bahia(FCBA), o artista plástico Gabriel Arcanjo, apresentará na cidade de Canudos a exposição, “Os Sertões de Euclides da Cunha em Xilogravuras de Gabriel Arcanjo”. A exposição é inspirada na obra literária “Os Sertões”, do escritor Euclides da Cunha, fonte que levou o autor a desenvolver o trabalho de pesquisa para execução do projeto. A abertura da exposição será no dia 30 de agosto, onde as principais ruas e avenidas de Canudos ganharão 20 grandes painéis em desenho de xilogravuras.

O trabalho do artista Gabriel Arcanjo é voltado para a temática da Guerra de Canudos, onde os painéis foram trabalhados com a temática dos três capítulos da obra euclidiana: a Terra, o Homem e a Luta. Na parte da Terra, o artista mostra as montanhas e chapadas, bem como os bichos que fazem moradia nos rochosos campos sertanejos, ganham corpo e forma no seu traço rústico. Na parte do Homem, Gabriel mostra as diversas atividades dos sertanejos no Arraial de Canudos. São mulheres grávidas, vaqueiros montados e outras imagens do sertão conselheirista. Nesta parte, o artista evoca a tradição oral, repassada pelos sobreviventes e por seus filhos.

A terceira e última parte de exposição, correspondente ao capítulo da Luta. Nessa parte, Gabriel mostra a foice contra o facão, o rifle contra o bacamarte e a cruz contra o canhão, “a famosa Matadeira”, que atualmente encontra-se exposto na praça Monselhor Berenguer, centro da cidade de Monte Santo. Além da exposição o artista ministrará uma oficina de xilogravuras, com duração de quatro horas, para 20 jovens.

UM POUCO DO ARTISTA GABRIEL ARCANJO

Gabriel Arcanjo, soteropolitano de nascimento e sertanejo de criação, tira de suas experiências e vivências entre Alagoinhas e suas andanças pelo sertão de Canudos a motivação para sua obra. Seu traço xilográfico, com maestria, decola do folclórico e foca seu olhar também na paisagem urbana atual, com direito a explorações cromáticas no campo da xilogravura, o que torna seu fazer artístico ainda mais raro. O artista já participou do “Projeto OS SERTÕES”, em Euclides da Cunha, bem como da exposição coletiva “100 Anos de Canudos”, juntamente com o fotógrafo Antenor Júnior, na Galeria ACBEU(Associação Cultural Brasil-Estado Unidos), em Salvador.
 

Fonte: Antenor Júnior e da Ascom/Secult/Canudos Acontece

 

 

 

Deixe seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário