Helicóptero com acusado de degolar 7 pessoas cai e não deixa sobreviventes

09/05/2012 08:31

Aparecido era transportado por policiais militares quando aconteceu o acidente



Um helicóptero da equipe da Polícia Militar caiu na tarde desta terça-feira (8) perto da cidade de Piranhas, quando retornava de Goiânia, e deixou oito mortos, inclusive Aparecido Souza Alves, 23 anos, suspeito pela chacina de sete pessoas em Doverlândia, também em Goiás.

Aparecido estava em Doverlândia para a reconstituição do crime e era transportado por policiais militares quando aconteceu o acidente. Segundo a Polícia Civil, não há sobreviventes. Estavam no helicóptero, além do piloto e do copiloto, pelo menos um delegado e dois peritos.

Uma perícia vai determinar o que causou o acidente.

Alves já havia confessado ter degolado o dono de uma fazenda e outras seis pessoas no final de abril. Outros três suspeitos estão presos pelo mesmo crime. 

 

Reconstituição
A Polícia Civil de Goiás retomou na manhã de hoje a reconstituição da chacina, que aconteceu no último dia 28, em uma fazenda onde sete pessoas morreram degoladas.

Nesta terça, a polícia decidiu usar manequins para representar as cinco vítimas mortas na área externa da propriedade. 

O principal suspeito do crime, Aparecido, compareceu ao primeiro dia de reconstituição e também foi hoje a Doverlândia para acompanhar os trabalhos da polícia. Aparecido, que confessou ser o autor da chacina, chegou a dizer que matou as sete vítimas sozinho. Mas, durante o primeiro dia da reconstituição, disse ter tido ajuda no pai durantes as execuções.

 

Fonte: Correio

 

 

Deixe seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário