Manifesto contra a corrupção e pela Cidadania

23/04/2012 18:25

Nesta segunda-feira (23) a população do município de Quijingue, na Bahia, realizou uma manifestação contra a corrupção e pela cidadania. Vários discursos foram feitos na praça do Obrigo, depois a população foi até a prefeitura, e com vassouras nas mãos, varreram a calçada, simbolizando a limpeza da política suja.

Veja alguns momentos do manifesto descritos pelo site quijingue.com.

 

Neste momento, uma multidão toma conta da praça Tiradentes. 

 
O gestor de projetos da Ong Humana falou ao público sobre a participação popular e cidadania.

***
Muito aplaudido, o jovem David do Coletivo de jovens emocionou o público.

***
Também ao público falou o presidente do sindicato dos professores, Marcelo Cardoso.

***
O presidente do sindicato dos Trabalhadores Rurais, Zé Carlos, fala neste momento à multidão presente.
 
***
O jovem Marcos Leoni, do Coletivo de Jovens, falou bonito e agitou o público.
 
***
O Prof Laécio faz a leitura do Manifesto contra a corrupção e pela Cidadania
 
***
Laerte Brito, do Quijingue.com, faz a mediação
 
***
Neste momento a população marcha em direção à prefeitura
 
***
Os populares fazem a lavação da calçada em frente à prefeitura
 
***
Encerrada a manifestação contra a corrupção e pela cidadania
 
***
Encerrada a manifestação, a panificadora Triunfo, do amigo Zé Antônio, colaborou com um lanche para os manifestantes

 

Leia o Manifesto contra a corrupção e pela Cidadania do Comitê Quijinguense contra a corrupção e pela Cidadania

 

Manifesto Contra a Corrupção e pela Cidadania do Povo
 
Saudamos com um bom dia todos aqui presentes neste ato público denominado “XÔ CORRUPÇÃO” que tem como um dos seus objetivos a leitura do Manifesto Contra a Corrupção e pela Cidadania do Povo Quijinguense, assim, pedimos a atenção de todos:
 
A palavra Corrupção significa destruição e se apresenta de vários modos na sociedade.
 
Porém o intuito deste manifesto é tratar da corrupção política, considerada um câncer social que se alastra pelo mais diferentes setores reproduzindo: desigualdade social, violência, miséria, degradação dos valores, dentre outras mazelas sociais.
 
A Corrupção política prejudica o funcionamento da Administração Pública, pois fere diretamente os seus princípios, a saber: Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência.
 
O corrupto ao praticar atos de corrupção ignora esses princípios, comete gravíssimos crimes e põe em risco a construção sadia de municípios, Estados, enfim, de uma nação. 
 
Infelizmente o nome do nosso município tem sido frequentemente citado nas páginas judiciais.
 
No entanto, chegou o momento do povo quijinguense se manifestar e expor sua indignação.
 
Portanto, o “XÔ CORRUPÇÃO” que nasceu nas redes sociais de nosso município e ganhou magnitude nos mais diferentes segmentos da sociedade quijinguense, se denomina como um movimento: apartidário, pois (não levantamos a bandeira de nenhum partido político, a única bandeira que se levanta neste momento é a bandeira do povo carente e sofrido deste município), é um movimento democrático, crítico e reivindicatório.
 
Temos a certeza que a História de Quijingue irá narrar esse momento como sendo símbolo de resistência, ousadia, protagonismo e, principalmente, da maturidade política dos Quijinguenses.
 
Dessa forma, estamos todos unidos, pacificamente, para dizer o quanto da nossa  insatisfação e apresentar alternativas que objetivem a efetivação de um poder público que esteja distante de atos de corrupção que tanto nos entristece e nos envergonha.  
 
Mesmo com a sensação de impunidade que permeia a sociedade quijinguense, é visível a indignação dos homens e mulheres de bem diante destes tristes fatos, assim é a razão principal de nosso movimento, um movimento contra a corrupção, independente, social, que materializa o repúdio dos homens e mulheres politicamente comprometidos contra os crimes na administração pública que tanto mal fazem à comunidade.


O “XÔ CORRUPÇÃO” entende que ser cidadão não é apenas ter direito ao voto, mas que ser cidadão perpassa, principalmente, pela participação ativa nas decisões de seu destino.
 
Na construção de um projeto em que a administração pública seja realmente ÉTICA com os recursos públicos, ÉTICA com o meio ambiente, ÉTICA com a educação, ÉTICA com a saúde, ÉTICA com a segurança pública, enfim, ÉTICA com o futuro de Quijingue. 

Nesse sentido, entendemos que a elaboração deste projeto perpassa por alguns pontos, a saber:


1. A elaboração e aprovação pela Câmara Municipal de Vereadores de uma lei ficha limpa municipal. A lei ficha limpa municipal visará impedir que indivíduos com condenações na justiça possam exercer qualquer cargo público em nossa cidade. Assim como em outras cidades está em debate a aplicação da ficha limpa local, também a queremos uma de igual teor em Quijingue. Fora os fichas-sujas!


2. Também exigimos do poder executivo municipal a aplicação da lei federal 131/2009 que trata do acesso à informação pública que determina que a união, os estados e os municípios publiquem em tempo real informações detalhadas da gestão fiscal e execução orçamentária do poder público. Transparência já!


3. Aos nossos vereadores também exigimos a instalação de uma comissão para acompanhar os processos na Justiça nos quais o representante do município figura como réu.
 
4. Exigimos participação popular na elaboração das propostas de políticas públicas.
 
5. Na elaboração do Orçamento Municipal pedimos a participação das organizações representativas da sociedade quijinguense.
 
6. Mais transparência e participação do povo na administração do nosso município.


A estes pontos podem ser acrescentados tantos outros nos diferentes espaços de diálogos que deverão ser oportunizados daqui pra frente. 
 
Meu povo desta querida terra, chegamos ao momento símbolo desta manifestação contra a corrupção, convocamos a todos para a caminhada até nossa prefeitura e realizar um ato de lavação da calçada.
 
Com vassouras e baldes diremos NÃO a qualquer ato de corrupção!
 
Reforçamos mais uma vez que este ato é da PAZ, não concordamos com quaisquer atitudes que ponha em risco a integridade física, moral e psicológica de qualquer cidadão ou que agrida ao patrimônio público.
 
Uma das principais características do povo Quijinguense sempre foi a resolução pacífica de seus problemas, assim continuemos!
 
Lembremos que este ano teremos eleições é nossa responsabilidade votar de maneira consciente naqueles que realmente poderão contribuir com futuro desta terra.
 
Por fim, citando o inesquecível (Martin Luther King) "Nossas vidas começam a terminar no dia em que permanecemos em silêncio sobre as coisas que importam"
 
Fora ficha-sujas, corruptos e corruptores!
 
Muito Obrigado!

Comitê Quijnguense Contra a Corrupção e Pela Cidadania
 
 
Fonte: Quijingue.com

 

Deixe seu comentário

XÔ CORRUPÇÃO

Data: 25/04/2012 | De: Prof. Laecio Andrade

Quijingue escreve um novo capítulo da sua História, em que a participação popular se configura como um caminho possível rumo a uma gestão pública municipal mais transparente e livre de qualquer indícios de corrupção. Parabéns "XÔ CORRUPÇÃO"

Novo comentário