Marin não garante Mano no cargo em caso de fracasso em Londres: o futuro a Deus pertence

09/04/2012 21:15

O presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), José Maria Marin, não garantiu que o técnico Mano Menezes permanecerá no comando da seleção brasileira em caso de fracasso nos Jogos Olímpicos de Londres. Durante entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira, no Rio de Janeiro, o mandatário deixou no ar o que pode acontecer caso o título inédito não seja conquistado.

"Não gosto de falar de hipóteses. O futuro a Deus pertence", declarou Marin, sem se alongar no assunto após ser questionado por repórteres.

Apesar da declaração, o presidente voltou a dizer que Mano tem o apoio da entidade máxima do futebol, e que os resultados obtidos até o momento estão dentro das expectativas.

"O Mano desfruta de minha total confiança. Ele está fazendo um trabalho de renovação na seleção. Sabemos disso, os resultados estão dentro de nossa expetativa", minimizou Marin, que comanda a CBF há um mês, após a renúncia de Ricardo Teixeira.