Mário Negromonte é o nono ministro do governo Dilma a deixar o cargo. O ex-ministro das Cidades estava sem apoio até dentro de seu partido, o PP.

03/02/2012 18:28
O líder do PP na Câmara, deputado Aguinaldo Ribeiro, é o novo ministro das Cidades. Depois de cinco meses sendo alvo de denúncias, Mário Negromonte deixou o cargo nesta quinta-feira (2).
O ex-ministro das Cidades estava sem apoio até dentro de seu partido, o PP. Nos últimos meses, Negromonte e a equipe dele foram alvo de varias denúncias, entre elas, a de que funcionários do Ministério foram pressionados a mudar um parecer técnico que acabou triplicando o valor de uma obra no sistema de transporte de Cuiabá, em Mato Grosso, para a Copa de 2014.
Mário Negromonte negou a fraude, o assessor foi demitido, mas as denuncias não pararam. Em janeiro, outras acusações. Desta vez afirmando que o Ministério das Cidades teria privilegiado a Bahia, estado natal de Negromonte, na distribuição de verbas.
No encontro com a presidente Dilma, Negromonte disse que não tinha mais condições políticas, e nem pessoais, de permanecer no cargo. A presidente agradeceu a participação dele no governo e aceitou a demissão.
Mário Negromonte é o nono ministro do governo Dilma a deixar o cargo. O sétimo por suspeitas de irregularidades. Ele nega. “Estou saindo por falta de apoio político. O partido está divido e não existe nenhuma irregularidade. O problema foi político, não de gestão”, declarou.
Para o lugar dele, a presidente convidou o deputado federal Aguinaldo Ribeiro, da Paraíba, líder do Partido Progressista na Câmara. “A recomendação é corrermos para vencer alguns entraves. Mas temos a convicção e a certeza de que, em pouco tempo, nós teremos a exata noção do desafio que temos pela frente no Ministério das Cidades”, comentou.