O Governo da Bahia vai distribuir mais 110 mil cestas básicas aos 52 últimos municípios que tiveram os decretos de emergência reconhecidos pelo governo federal, por conta da seca.

18/06/2012 15:26
O Governo da Bahia vai distribuir mais 110 mil cestas básicas aos 52 últimos municípios que tiveram os decretos de emergência reconhecidos pelo governo federal, por conta da seca.
Segundo o Comitê Estadual para Ações de Convivência com a Seca, coordenado pela Casa Civil, a definição da quantidade de vales destinada a cada município seguirá os mesmos critérios da primeira etapa de distribuição – realizada entre maio e o início deste mês –, como a quantidade de famílias rurais cadastradas no CadÚnico, cadastro do governo federal para programas sociais. A medida se estenderá também aos que já foram beneficiados, mas ainda enfrentam condições críticas.

Assim que os vales forem liberados, cada prefeito deve realizar a retirada na agência do Banco do Brasil do seu município, ou na mais próxima, e fazer a entrega aos beneficiários com a colaboração da sociedade civil. Cada família deve retirar a cesta básica na Cesta do Povo, vinculada à Empresa Baiana de Alimentos (Ebal).

"Temos orientado as prefeituras para que haja o compartilhamento da seleção das famílias beneficiárias com a sociedade civil. Essa orientação está formalizada no termo de adesão dos vales-cesta básica assinado pelos prefeitos", disse o secretário da Casa Civil, Rui Costa.

Serão destinados R$ 7,2 bilhões, custeados pelo Ministério da Integração Nacional, para essa ação emergencial. Na primeira etapa de distribuição de vales, que atendeu a 194 municípios, foram investidos R$ 8,4 milhões, beneficiando 130 mil famílias.

da secom-ba

 

Deixe seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário