O programa Pânico na Band não imitará mais o Sílvio Santos

25/06/2012 19:39

Proibido pela Justiça de imitar e se aproximar do apresentador Silvio Santos, o programa "Pânico na Band" enterrou na noite deste domingo (24) um dos personagens mais conhecidos de Wellington Muniz, o Ceará.

Durante toda a atração, o elenco do humorístico vestiu-se de preto enquanto o apresentador Emílio Surita dizia: "Chegou a hora de dizer adeus a essa piada".

Em tom fúnebre, o Silvio de Ceará foi velado durante todo o programa e seguiu em cortejo pelos bastidores do "Pânico na Band" até ser finalmente "enterrado". Vesgo era o mais emocionado na cerimônia de despedida do personagem. Em nenhum momento o nome do apresentador foi citado.

O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) proibiu no dia 1º de junho os integrantes do "Pânico na Band" de se aproximar do apresentador Silvio Santos. A decisão, que ainda cabe recurso, foi a primeira grande derrota do humorístico após sua saída da RedeTV!.

A ação judicial tomada pelo desembargador Vito Guglielmi determina que os humoristas fiquem afastados do Homem do Baú a uma distância mínima de 100 metros, sob multa diária de R$ 100 mil. A ação proíbe, ainda, a imitação do apresentador e veiculação da imagens de Silvio em qualquer programa da Band.

Silvio Santos teria ficado irritado com a dublagem de uma entrevista com o repórter Vesgo feita pelo "Pânico", na qual ele fala um palavrão que não teria sido dito na conversa original.

Além disso, não caiu bem dentro do SBT a ida do humorístico para a Band.


Fonte: Chorrochoemfoco

 

Deixe seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário