Operação “Boca-de-Lobo”: Polícia Federal faz operação na casa de ex-prefeito de Juazeiro

06/07/2012 08:52

A Polícia Federal em Juazeiro/BA deflagrou na manhã do dia 05/07/2012, com apoio da Controladoria Geral da União (CGU), a Operação Boca de Lobo, com o objetivo de apurar crimes relacionados a desvios de verbas federais e fraudes em licitações públicas no âmbito da Prefeitura Municipal de Juazeiro/BA, gestão do ex-prefeito Misael Aguilar.

A investigação, referente ao período de 2005 a 2008, foi iniciada em 2007, ocasião em que surgiram indícios de fraude em licitação pública no valor aproximado de R$ 14.000.000,00 (Quatorze milhões de reais), cujo objeto era a realização de obras de saneamento básico no bairro Itaberaba em Juazeiro. A verba destinada às obras previstas na licitação eram oriundas de um convênio firmado com o Ministério das Cidades, tendo como gestora a Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco CODEVASF.

No decorrer do inquérito policial, foram também verificados indícios de irregularidades em outras licitações (inclusive no que diz respeito a direcionamento de licitantes vencedores), que envolveriam ex-servidores da Prefeitura Municipal de Juazeiro, do SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) e empresas privadas. Há também indícios de fraudes abrangendo verbas do PAC 1 Plano de Aceleração do Crescimento.

Restou apurado, ainda, que pessoas vinculadas à Prefeitura Municipal na época dos fatos (2005/2008), teriam sonegado documentos a auditores da Controladoria Geral da União CGU, que estavam realizando auditoria no município acerca de algumas das licitações questionadas.

Cerca de 80 policiais federais estão dando cumprimento a 17 mandados de busca e apreensão nas cidades de Juazeiro/BA, Petrolina/PE, Salvador/BA e Aracaju/SE, além de mandados de prisão temporária, todos expedidos pela Justiça Federal de Juazeiro/BA.

Em Juazeiro, os policiais já estiveram na residência do ex-prefeito Misael Aguilar, do advogado Pedro Cordeiro, que foi Procurador do Município, na gestão passada e na SEDUR – Secretaria de Serviços Urbanos e SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgotos.

Os contratos investigados envolvem a Prefeitura de Juazeiro e as empresas Coesa, Real Saneamento, Construrede e Cosane.

 

Fonte: Rodelas.com

Deixe seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário