População de Belém do São Francisco se mobilizou contra a trasnferência da 1ª Companhia de Policiamento

21/04/2012 10:39

A população de Belém do São Francisco está revoltada com a decisão do comando da Polícia Militar de Pernambuco de transferir a sede da Companhia Independente da PMPE, que funcionava na cidade, para o vizinho município de Floresta. A transferência ocorreu dia 18/04 e deixou todos sem entender os motivos da mudança.

Belém é um dos municípios mais violentos da região e agora com a transferência da Companhia Independente a população teme que esses índices aumentem e fujam ao controle das autoridades. A sensação dos moradores é de insegurança, descontentamento e revolta com as lideranças políticas da cidade, que deixaram que uma conquista do ex-deputado Aníbal Caribé fosse entregue ao município vizinho.

As críticas da população são direcionadas aos principais políticos da região, entre eles o deputado estadual Rodrigo Novaes (PSD), filho de tradicional família de Floresta; o deputado Augusto César, que apesar de ter reduto eleitoral em Serra Talhada também faz política em Belém do São Francisco.

Já o prefeito Gustavo Caribé, apesar de aliados alardearem que tem prestigio com governador, nada fez para impedir a transferência do batalhão; e os pré-candidatos a prefeito, Licínio Lustosa e Roberval Aguiar, que até o momento não emitiram nenhum comentário a respeito do ocorrido
 
Agora, segundo matéria veiculada no site da Radio Educadora AM de Belém. O deputado Rodrigo Novaes (PSD) fez pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, esclarecendo o assunto mais discutido no município de Belém de São Francisco desde a tarde do último dia (17), quando a população deu início a uma série de protestos em razão da suposta transferência da Companhia da Polícia Militar para Floresta.

 O parlamentar disse que entrou em contato com os secretários de Defesa Social, Wilson Damázio, e de Articulação Política, Marcelo Canuto, que atestaram a permanência da Companhia da Polícia Militar em Belém. De acordo com o Novaes, os secretários informaram que houve apenas um reforço no efetivo de Floresta, e que por isso alguns móveis da Companhia de Belém foram levados ao município vizinho.

 Aproveitando o momento, o deputado apresentou indicação solicitando um Batalhão da Polícia Militar para a região do Sertão do Itaparica, bem como reforço do efetivo na região. Na indicação, o parlamentar afirmou que a região abrange sete municípios, com uma área aproximada de 9 mil quilômetros quadrados e algo em torno de 134 mil habitantes, tornando necessária a instalação do Batalhão da PMPE para o Sertão do Itaparica.

Deixe seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário