Procura-se Ronaldo José, o Boca, ele abusava sexualmente de garota de 7 anos (veja a foto)

04/07/2012 18:36

Polícia

O marceneiro Ronaldo José da Silva, o Boca, 33 anos, fugiu de casa e abandonou o emprego depois que a polícia descobriu as atrocidades cometidas por ele contra à enteada de sete anos. A tia da criança desconfiou das lesões que a menina apresentava no ânus e na boca. “Levei ela ao pediatra, que constatou que a menina foi abusada sexualmente. Ele me orientou a ir na delegacia”, conta uma tia da vítima, Sofia Martins, 48.

O caso foi registrado na  Delegacia de Itinga. “A menina contou à tia e à mãe que ela fazia sexo oral em Ronaldo e ele fazia nela  ”, relata o delegado Valmir Maia, responsável pelo caso. “Estamos em busca de Boca, que fugiu após  registrarem a queixa”, completa. Segundo o delegado, Boca já abusava a enteada há mais de 1 ano. “A criança se queixou à mãe, mas ela não acreditou na história contada pela filha”, ressalta. Procurada pela reportagem, a mãe da vítima preferiu não comentar o caso.

 

Delegado desabafa

Quem tiver informações sobre o paradeiro de Boca, pode ligar para 3235-0000 ou para o Serviço de Investigação da delegacia, 3116-1615. Ele é natural de Gravatá (PE) e pode ter fugido para a terra natal. Ronaldo é companheiro da mãe da criança. “É uma situação muito dolorosa.

A médica percebeu que minha sobrinha já estava passando por isso há muito tempo”, desabafa Sofia Martins, que está criando a criança. O delegado Valmir Maia já solicitou a prisão temporária do acusado à Justiça. “Em 44 anos de polícia, estou acostumado a lidar com assassinos, mas um caso como esse ainda me choca bastante. Não sei como um homem é capaz de violentar uma criança. Estamos em busca do acusado”, desabafa o delegado.

Ronaldo foi indiciado por estupro de vulnerável. Disque 100 também para denunciar abuso sexual contra crianças e adolescentes.

Deixe seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário