Semiárido é beneficiado com 500 mil cisterna

02/09/2012 16:01

ASA e MDS entregam cisterna de placa número 500 mil.

Na próxima terça-feira (4), é atingida a marca de dois milhões e meio de pessoas no Semiárido com acesso à água potável ao lado de casa, de forma descentralizada. Neste dia, será entregue a cisterna de placa número 500 mil do Programa Água para Todos do governo federal, que tem parceria com a Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA). Quem vai receber a tecnologia é a agricultora Maria Nazaré da Silva, que vive no Assentamento Estadual Serrote Feio, no município de Madalena, a 180 km de Fortaleza.

O Fórum Cearense pela Vida no Semi-Árido (FCVSA), que representa a ASA no Ceará, considera essa cisterna um marco na democratização do acesso à água de qualidade ao povo do Semiárido. A coordenadora executiva da ASA pelo estado do Ceará e também coordenadora da ONG Cetra, Cristina Nascimento, enfatizou a importância de festejar essa marca, que é resultado de um projeto da sociedade civil transformado em política pública, com recursos garantidos no Orçamento da União. “Isso significa mudança na vida de muita gente”, assegura ela.

As 500 mil cisternas construídas em todo o Semiárido fazem parte da meta de um milhão e duzentas e cinquenta mil cisternas do governo federal. Até o final de 2012, a ASA, através da Associação Programa Um Milhão de Cisternas (AP1MC) – oscip que faz a gestão dos programas da rede – vai construir mais de 93 mil cisternas de placa, dentro do Programa Água para Todos, sendo 60 mil pela Fundação Banco do Brasil (FBB) e 33.400 pelo MDS. Além disso, serão feitas 100 mil cisternas pelas ASAs nos estados em parceria com os governos estaduais.

 

Deixe seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário